Classificação dos riscos de guerra e greves – Transporte Internacional Versão 157

GGfev2017

A lista JCC Cargo Watchlist monitora riscos para cargas transportadas por via aérea, terrestre e marítima e rastreia portos e áreas onde a guerra, o terrorismo e outros riscos são maiores, e apresenta o grau de risco de cada país para as coberturas adicionais de guerra e greves no seguro de transporte internacional.

As informações são meramente indicativas e cabe aos subscritores das seguradoras e resseguradoras a definição da aceitação das coberturas adicionais, conforme a política de subscrição de cada companhia.

O Brasil é classificado com um elevado grau de risco de roubo de cargas.

Versão 157 – Abril de 2018 – http://watch.exclusive-analysis.com/jccwatchlist.html

Aparecido Rocha, especialista em seguros internacionais

Crescimento das importações diminui saldo da balança comercial em março

BalançaMar2018(selvinuroktavian02.blogspotcom)

O crescimento das importações, decorrente da recuperação da economia, reduziu o saldo da balança comercial em março. Segundo dados divulgados há pouco pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic), o país exportou US$ 6,281 bilhões a mais do que importou no mês passado, queda de 12% em relação ao resultado positivo de US$ 7,136 bilhões em março de 2017.

Com o resultado de março, a balança comercial – diferença entre exportações e importações – acumula superávit de US$ 13,952 bilhões nos três primeiros meses de 2018, valor 3,1% inferior ao do mesmo período do ano passado. Apesar da retração, o indicador acumula o segundo melhor resultado da história, tanto para meses de março quanto para o primeiro trimestre.

No mês passado, as exportações somaram US$ 20,089 bilhões, alta de 9,6% em relação a março de 2017 pelo critério da média diária. O destaque foram as vendas de semimanufaturados, que cresceram 16,8% sobre o mesmo mês do ano passado, graças às vendas de zinco bruto (alta de 95,5%), celulose (+92,1%) e ligas de ferro (48,3%).

As exportações de produtos básicos aumentaram 8,4% na mesma comparação, impulsionadas pelos embarques de milho em grão (168,5%), fumo em folhas (127,2%) e petróleo bruto (41,7%). As vendas de produtos manufaturados subiram 8,3%, com destaque para óleos combustíveis (+149,7%), suco de laranja não congelado (+120,2%) e tubos de ferro fundido (+99,4%).

As importações somaram US$ 13,809 bilhões, com alta de 16,9% em relação a março do ano passado pelo critério da média diária. As compras de combustíveis e lubrificantes cresceram 46,5% sobre o mesmo mês do ano passado. As importações de bens de capital (máquinas e equipamentos usados na produção) aumentaram 20,5%. As compras de bens de consumo subiram 16,4%; e as compras de bens intermediários, 12,2% na mesma comparação.

Em 2017, a balança comercial fechou o ano com superávit recorde de US$ 67 bilhões, beneficiado pela supersafra e pela valorização das commodities (bens primários com cotação internacional). Para este ano, o Mdic projeta superávit menor, em torno de US$ 50 bilhões, por causa da estabilização do preço dos bens primários e da recuperação da economia, que impulsiona as importações.

Fonte: EBC Agência Brasil, repórter Wellton Máximo; Edição Davi Oliveira

Agentes de cargas sob tensão

cropped-gm02.jpg

Os agentes de cargas e despachantes aduaneiros que sobretaxam o preço do seguro de transporte internacional cobrado pela seguradora, estão sujeitos a severas punições e multas que variam entre R$ 5 mil e R$ 1 milhão, conforme a infração e previstas na Resolução CNSP 243 de 2011.

As regras para a estipulação de apólice pelos agentes de cargas e despachantes aduaneiros estão definidas na Resolução CNSP nº 107, de 2004, do Conselho Nacional de Seguros Privados e Cláusula Específica de Estipulação de Seguro de Transporte n◦ 315. O regulamento estabelece que é expressamente vedado ao Estipulante cobrar de seus clientes quaisquer valores relativos a seguro, além dos especificados pela seguradora. O segurado (importador e exportador) deverá fornecer uma declaração expressa autorizando o Estipulante a contratar o seguro e será tratado individualmente, no que tange aos documentos referentes à emissão da apólice e ao aviso do sinistro, preservando os direitos e obrigações entre seguradora e segurado. A seguradora tem por obrigação entregar a cada segurado a apólice ou certificado de seguro indicando o custo do seguro cobrado, todas as condições, cláusulas e procedimentos sobre sinistros.

A Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão governamental que regula e fiscaliza os mercados de seguros, já disponibiliza em seu site um espaço para o registro de reclamações.

Os agentes e despachantes que tiverem interesse em conhecer o formato adequado para a intermediação de seguros, com remuneração de forma legal, recomendo manter contato pelo e-mail reviewffw@gmail.com.

Aparecido Rocha – especialista em seguros internacionais

 

Maersk Honam e a responsabilidade objetiva dos freight forwarders

MaerskhonanFire

O grave acidente de navegação ocorrido com o navio porta-containers Maersk Honam, em seis de março de 2018, provocado por explosão seguida de um intenso incêndio, preocupa não só os armadores, afretadores e proprietários das cargas, mas também os freight forwarders responsáveis pela venda do frete aos seus clientes (importadores e exportadores). Continuar lendo

Classificação dos riscos de guerra e greves – Transporte Internacional Versão 156

GGfev2017

A lista JCC Cargo Watchlist monitora riscos para cargas transportadas por via aérea, terrestre e marítima e rastreia portos e áreas onde a guerra, o terrorismo e outros riscos são maiores, e apresenta o grau de risco de cada país para as coberturas adicionais de guerra e greves no seguro de transporte internacional.

As informações são meramente indicativas e cabe aos subscritores das seguradoras e resseguradoras a definição da aceitação das coberturas adicionais, conforme a política de subscrição de cada companhia.

O Brasil é classificado com um elevado grau de risco de roubo de cargas.

Versão 156 – Março de 2018 – http://watch.exclusive-analysis.com/jccwatchlist.html

Aparecido Rocha, especialista em seguros internacionais